Portal O Mandacaru

Adutora de engate rápido: Até quando esperar?

A situação do abastecimento de água em São Raimundo se agrava cada dia mais.

Créditos: Google Sistema adutor do Garricho Sistema adutor do Garricho

Enquanto a tão prometida adutora de engate rápido não sai do papel, a população de São Raimundo nonato sofre cada vez mais com a crise hídrica que assola o Município.

O sistema adutor do Garrincho, há muito tempo, já não dá mais conta de suportar a demanda da cidade. A Barragem Petrônio Portela que é a fonte de captação da adutora está, praticamente, vazia. Segundo as últimas informações, o nível da barragem estaria em torno dos 7%.

O valor para a construção da nova adutora que irá abastecer a cidade, está orçado em torno dos R$ 15 milhões de reais. De acordo com informações da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco - CODEVASF o projeto está pronto, porém, os recursos ainda não foram alocados para que os serviços sejam iniciados.

Os meses de setembro, outubro e novembro, são os mais críticos do ano. Nesse período, com o aumento da temperatura na região, o consumo aumenta, complicando ainda mais a situação.

A água fornecida pela Agespisa é de péssima qualidade. Além disso, a falta do produto nas torneiras do sanraimundense é constante. As reclamações da população não cessam. Segundo alguns moradores, o que não falta mesmo é a fatura no final do mês.

Alguns bairros da cidade já estão sendo abastecidos através de carros-pipas da Defesa Civil, entretanto,  o serviço não funciona a contento.

O sanraimundense aguarda que providências urgentes sejam tomadas pelas autoridades competentes, para que o problema seja resolvido de forma rápida e definitiva. Esperar não dá mais. Medidas paliativas já não mais dão conta de amenizar o sofrimento da população.

Fonte: Redação
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru