Portal O Mandacaru

Apoiado por Wellington em 2014, Elmano diz que vai seguir decisão do PMDB

O Senador pode se tornar adversário do governador no próximo ano, é dificil, mas pode acontecer.

Créditos: Agencia Senado. Senador Elmano Ferrer (PMDB-PI) Senador Elmano Ferrer (PMDB-PI)

O senador Elmano Férrer (PMDB) comentou a decisão do PMDB de não realizar convenção extraordinária em janeiro. O ex-ministro João Henrique Sousa (PMDB) vinha reivindicando o adiantamento desse evento para decidir se o partido vai lançar candidatura própria, bandeira que ele defende, ou apoiar o governador Wellington Dias (PT) nas eleições do próximo ano. Para Elmano, essa foi uma decisão prudente.

“Nós vamos ter muitos fatos daqui até as eleições. Creio que qualquer decisão agora é precipitada. Acho meritória a posição do nosso ex-ministro João Henrique em continuar com essa mobilização que ele está fazendo com vistas a viabilizar a candidatura própria do partido. De outra parte, o outro segmento do partido que é expressivo tem outro pensamento”, declarou.

Questionado se segue o partido, qualquer que seja a decisão, ele foi categórico. Ele destacou a aliança feita entre seu antigo partido, o PTB, e o governador Wellington Dias (PT). Vale lembrar que a aliança com o petista foi um dos pontos determinantes para a vitória de Elmano. Apoiar a decisão do partido significa que, mesmo em um cenário pouco provável, o peemedebista pode ficar na oposição ao governador na eleição do próximo ano.

“Claro que sigo o partido. Tem sempre que obedecer as decisões da maioria”, assinalou.

O PMDB vai, assim, realizar a convenção em julho como já é habitual no calendário do partido. O deputado federal Marcelo Castro, que preside a sigla, disse que a discussão agora geraria um desgaste para o PMDB

Fonte: politicadinamica.com/Ananda Oliveira
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru