Portal O Mandacaru

Átila Lira votará contra a denúncia de Temer

Átila Lira sobre denúncia contra Michel Temer: 'votarei para que permaneça'

Créditos: Divulgação. Átila Lira Átila Lira

A sessão de votação que decidirá se a denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer seguirá adiante ou não está marcada para quarta-feira (2). O deputado federal Átila Lira (PSB-PI) adianta que votará para que o peemedebista permaneça no cargo, posição que deve ser seguida pela maioria da bancada do Piauí na Câmara dos Deputados. 

"Eu voto com a liderança do meu partido para que o presidente permaneça, no sentido de não aceitar a denúncia. Isso tumultua muito a vida do país, a economia está muito fragilizada e se continuar esse embate prejudica o país. Na quarta estaremos lá e meu pensamento e de quem tem responsabilidade com o país é de manter a estabilidade política para que a economia, os empregos, o crédito bancário andem ", justifica o parlamentar que reconhece a divisão do PSB em relação a Temer. "Na realidade, nós temos uma divergência anterior", reitera. 

A votação da denúncia será nominal, com chamada dos deputados ao microfone, que responderão “sim”, “não”  ou “abstenção”, no mesmo formato da votação do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Para a votação acontecer é necessário o quórum mínimo de 342 deputados. Se o número não for alcançado, a sessão será encerrada e remarcada para seja feita uma nova votação.

"Mesmo o deputado que seja a favor do processso, acho importante estar presente, dar o quórum e votar do jeito que achar conveniente", disse o deputado.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, desta segunda-feira (31), Átila Lira se posicionou em defesa das polêmicas reformas que mexem diretamente com os trabalhadores brasileiros. Ele frisa que o 'Brasil precisa de dinamicidade'. 

"O país precisa se modernizar... é um dos cinco países dos Brics, mas é o mais atrasado em termos de leis trabalhistas, que começam a mudar, e da lei da Previdência que está aí comprometendo completamente as finanças públicas dos Estados, inclusive do Piauí", destaca. 

Saída do PSB

Sobre especulações em relação à saída do PSB para o PSDB, Átila Lira foi suscinto: 'não'. Contudo, o parlamentar reconheceu que têm problemas na atual sigla devido a divergências sobre as reformas. 

"Eu tô com um problema sério no PSB. Eles (PSB) ficam policiando, monitorando, tirando minha autonomia. Tudo indica que em março, quando nós tivermos a possibilidade de mudar de partido, se esse processo sobreexistir, eu tomo uma decisão. Me entendo bem com o PSDB como outros partidos. O PSDB é um partido que já fiz parte, já conversei com o Firmino Filho, mas não definimos prazo aguardando os acontecimentos", finaliza Átila Lira.

Fonte: Cidade Verde.Com

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru