Portal O Mandacaru

Conselho de Ética do Solidariedade proíbe Telsirio de falar pelo partido

Telsirio tem três dias a contar da data de hoje para enviar sua defesa ao Conselho.

Créditos: cidadeverde,com Imagem: Reprodução Imagem: Reprodução

O Partido Solidariedade do Piauí informou nesta quinta-feira (12) que o jornalista e filiado à sigla, Telsirio Alencar, teve todos os seus direitos partidários por decisão unânime do colegiado Nacional do Conselho de Ética do partido, ficando definitivamente proibido de falar em nome do partido sob pena de expulsão compulsória. 

 A relação de Telsirio com o partido no Piauí ficou mais crítica depois que o jornalista afirmou na semana passada que iria solicitar ao Conselho Federal de Medicina, via Conselho Regional, um exame de sanidade mental do presidente do Solidariedade, deputado estadual Dr. Pessoa.

O vice-presidente do partido, Jorge Lopes, contou que Telsírio foi denunciado por vários filiados do partido por estar realizando condutas prejudiciais ao Solidariedade no estado, como ter difamado e caluniado o presidente e ter exposto publicamente decisões e conteúdos que deveriam circular apenas internamente no Solidariedade. Jorge Lopes informou que a decisão foi divulgada hoje.

“Então esses filiados solicitaram providências do Conselho por ele ter cometido várias infrações. Com certeza a forma como ele expôs o presidente foi umas das irregularidades cometidas por ele, que não poderia acontecer nunca, não poderiam partir de um filiado. Com certeza ele fez isso (difamou, caluniou) o presidente e cometeu atos graves e precisava ser punido”, argumentou o vice-presidente. 

Jorge Lopes acrescentou que Telsírio comprometeu informações do partido. “Ele participou de reuniões internas ele acabou externando tudo o que acontecia, divulgando fora do campo, - o que era recomendado que os filiados não fizessem - para prejudicar o partido”. 

O vice-presidente lamentou o ocorrido e lembrou que Telsirio terá o direito de apresentar sua defesa ao Conselho. “Espero que possa se justificar para que possa seguir na vida partidária. Mas se forem comprovadas, ele deve ter a filiação suspensa. 

De acordo com ele, Telsirio tem três dias a contar da data de hoje para enviar sua defesa ao Conselho.

Fonte: cidadeverde,com
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru