Portal O Mandacaru

Dois policiais são presos após sumiço de R$ 300 mil do assalto ao BNB

A acusação contra os policiais é de que eles não adotaram procedimentos no local do crime

Créditos: cidadeverde.com Imagem:Reprodução Imagem:Reprodução

Dois policiais militares foram presos na manhã desta quarta-feira (20) suspeitos de não preservarem o local do crime e de terem ajudado no sumiço do dinheiro do assalto ao Banco do Nordeste realizado ontem (19). 

Segundo levantamento do BNB e do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) aproximadamente R$ 300 mil desapareceram após o assalto a agência na avenida João XXIII, zona Leste de Teresina. O assalto foi seguido de sequestro da gerente e seus familiares. 

A Polícia Militar informou ao Cidadeverde.com que a Corregedoria da PM abriu processo para investigar o caso.

"A acusação contra os policiais é de que eles não adotaram procedimentos no local do crime. Eles não preservaram o local do crime, uma medida básica da PM", disse a coronel Elza Rodrigues, relações públicas da PM. 

Sobre o sumiço do dinheiro, a Polícia Militar disse que abriu procedimento para apurar a denúncia.

O subcomandante da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, confirmou que os dois policiais presos  são lotados no 5º Batalhão. Ele reafirmou que os oficiais são suspeitos de não adotar procedimentos durante diligências. Fora dos padrões da PM, os policiais levaram dinheiro inicialmente para o Batalhão e depois para o Greco, segundo a PM.

Ontem durante operação, uma pessoa foi presa dentro do banco suspeito de ter participado do assalto. O dinheiro foi apreendido dentro de duas cestas de lixos dentro da agência. Os criminosos colocaram nas cestas numa tentativa de se livrar o flagrante.  

Fonte: cidadeverde.com
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru