Portal O Mandacaru

Epidemia de dengue está preocupando a população de São Raimundo Nonato

Uma epidemia de dengue está deixando a população de São Raimundo Nonato assustada

Créditos: Reprodução Mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue e Chikungunya Mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue e Chikungunya

Uma epidemia de dengue está deixando a população de São Raimundo Nonato assustada, é grande o número de pessoas que estão sendo acometidas com os sintomas da doença, no entanto, muitas pessoas são tratadas inicialmente como uma simples virose. A população pede uma ação mais ativa da Gestão Municipal em conjunto com o Governo do Estado no combate ao mosquito Aedes Aegipty.

O Portal Veja SRN procurou Rogério Castro, diretor do Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, que também gerencia a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, que confirmou o elevado número de notificações de pessoas que foram atendidas na UPA com os sintomas da doença nos últimos meses. Segundo o mesmo já passa de 200 casos de notificações, no entanto, ele nega que tenha havido algum óbito relacionado à Dengue ou a Chikungunya.

Rogério Castro aproveitou para comentar sobre o óbito de uma pessoa amiga, que segundo o mesmo foi difundido nas redes sociais como sendo vítima da Dengue, mas ele nega que o caso desta pessoa não teve nada a ver com dengue ou Chikungunya, ela não tinha nem sintomas da dengue.

Rogério Castro - Diretor do HRSCF

Perguntado sobre como proceder para fazer o diagnóstico que confirma a doença, Rogério Castro afirmou que quando a pessoa dá entrada nos postos de Saúde do Município com sintomas da doença, o médico deverá solicitar o exame que é feito pela própria Rede Municipal de Saúde, a qual deverá fazer este acompanhamento posterior, pois somente após seis dias que o paciente apresenta os primeiros sintomas é que a dengue poderá ser diagnosticada.

É importante que a população se conscientize que a prevenção é a melhor solução. Mas em caso de epidemia como está São Raimundo Nonato, é necessário que os governos municipal e estadual se mobilizem com ações mais agressivas para o combate do mosquito Aedes Aegypti.

Fonte: VejaSRN.COM

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru