Portal O Mandacaru

Família de Camilla Abreu faz caminhada contra o alto índice de feminicídio no Estado

Manifestação acontece no próximo dia 08, em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

Créditos: cidadeverde.com Camilla Abreu Camilla Abreu

A família de Camilla Abreu, estudante assassinada pelo namorado, o capitão Alisson Wattson, realiza na próxima quarta-feira (08) uma caminhada em protesto às taxas alarmantes de feminicídio no Estado. O Brasil registra oito casos de feminicídio por dia e, segundo a Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres do Piauí (CEPM-PI), o Piauí ocupa o primeiro lugar no ranking nacional de feminicídio. 

A caminhada está prevista para acontecer às 17h, em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, local onde o capitão Allisson Wattson está preso. O acusado assassinou a jovem na madrugada da quinta-feira passada (25).

A Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres (CEPM-PI) emitiu uma nota de repúdio ao caso e convidou a população para participar da manifestação. Em nota, a Coordenadoria pede também providências em relação ao pm sejam tomadas.

Confira a nota na íntegra:

"Nota de Repúdio

A Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres (CEPM-PI) vem a público manifestar o mais profundo sentimento de repúdio a mais um caso de feminicídio em Teresina.

A violência contra a mulher, infelizmente, faz parte da nossa realidade cotidiana. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil registra ao menos oito casos de feminicídio por dia. O estado do Piauí possui a maior taxa de todo o Brasil.

Devemos encarar esses dados com total indignação. E nos unirmos para combater diversos tipos de violências que nós mulheres sofremos diariamente em casa, no trabalho, no transporte público, na escola e nas ruas. Devemos lutar e resistir para que outra Camilla, Iarla, Elisa, Eloah, Celina, Cláudia, Carolina... Não tenham suas vidas vilipendiadas por conta da cultura do machismo, que coloca as mulheres como seres submissos e dever estar sob posse dos homens. O machismo machuca, fere e mata.

Contudo, é urgente que todos os setores da nossa sociedade se comprometam a buscar formas para que não ocorram outros casos. Podendo ser debates, campanhas ou oficinas sobre a violência contra a mulher.

Neste sentido, convidamos a todas e a todos a participar de uma caminhada organizada pela família da jovem Camilla Abreu, em protesto ao número alarmante de feminicído na capital. O ato acontece nesta quarta-feira (08) às 17h, em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

Nos solidarizamos com os amigos e familiares de Camilla e pedimos que as devidas providências, quanto ao criminoso, sejam tomadas.

Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres do Piauí (CEPM-PI)."

Fonte: portalaz.com.br
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru