Portal O Mandacaru

Médicos do Estado paralisam atendimento e consultas são remarcadas

A suspensão vai durar 24 horas. À noite, os médicos se reúnem para discutir a situação

Créditos: G1 Médicos paralisam atendimento por 24 horas Médicos paralisam atendimento por 24 horas

Médicos da rede estadual paralisaram as atividades nesta terça-feira (17) em advertência contra algumas questões como o ponto eletrônico que, segundo a categoria, é ilegal. Durante todo o dia somente o setor de urgência permanece em funcionamento. 

"O ponto eletrônico que é ilegal, pois não há relatório de entrada e saída e muito menos previsão de horas extras como o banco de horas. Médicos da UTI e dos setores de urgência e emergência, por exemplo, não têm hora para sair e o ponto não registra a hora que o profissional realmente está saindo", explica Lúcia Santos, diretora do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (Simepi).

A categoria reivindica ainda garantia de horas extras, implantação do piso salarial e concurso público.

"Além disso, os profissionais estão sobrecarregados, faltam especialistas em tudo o quanto é hospital e em todas as especialidades. Estamos nesta situação há muito tempo. São várias reivindicações que a gente não vê serem corrigidas e a situação só piora", acrescenta Santos ressaltando que a categoria aguarda dialogar com o Governo do Estado.

A paralisação afeta diretamente consultas e cirurgias agendadas para hoje. De acordo com Secretaria de Estado da Saúde do Piauí, os atendimentos foram remarcados para o dia 31.  

A suspensão está prevista para durar 24 horas. À noite, os médicos se reúnem para discutir a situação. 

Fonte: cidadeverde.com
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru