Portal O Mandacaru

MPF apura irregularidades no Bolsa Família no Piauí

De acordo com as investigações, cerca de 40% dos beneficios são fraudados.

Créditos: politicadinamica.com Investigação está em curso no MPF-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com) Investigação está em curso no MPF-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Ministério Público Federal (MPF) está com um procedimento de investigação aberto para apurar fraudes no programa Bolsa Família no Piauí. O órgão aponta que até mesmo servidores públicos que não se encaixam no perfil de beneficiário estão recebendo indevidamente o dinheiro do programa.

De acordo com o procurador da República Tranvanvan Feitosa, várias denúncias estão sendo apuradas pelo MPF. Segundo ele, enquanto muitas pessoas carentes que necessitam do auxílio deixam de receber, outras que não obedecem aos critérios estão se valendo do dinheiro. A estimativa é que de cada 10 benefícios pagos, quatro são fraudados.

“Existem pessoas fora do perfil de renda do programa que estão recebendo o benefício. No caso do servidor público, por exemplo, é incompatível com o programa e estamos investigando cada caso. Vamos fazer uma investigação rigorosa, porque muitos não recebem e precisam deste benefício, enquanto que não precisa está recebendo”, falou Tranvanvan.

Ainda conforme o procurador, várias pessoas carentes foram cortadas do programa, tanto na capital como interior do Estado. Somente em Teresina, 53 mil pessoas são beneficiadas com o Bolsa Família, o que totaliza R$ 9 milhões colocados na economia da capital por mês.

Fonte: politicadinamica.com
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru