Portal O Mandacaru

O DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO: projetos & parcerias - por Antônio César

Antônio César Dias de Macêdo é Mestre em Saúde Coletiva (MISC/UEPB)

Créditos: Antonio César Dias de Macêdo Imagem: Reprodução Imagem: Reprodução

Celebrar parcerias - esta tem sido uma das estratégias mais viáveis para fomentar projetos diversos que transitam por um espaço complexo o qual abrange desde a indústria e comércio, passando por espaços institucionais e entidades comunitárias, às campanhas e projetos a partir de populares - em grupo ou individual - a caminho da formação de uma estrutura que possibilite o desenvolvimento das atividades e/ou ações propostas. Ainda, que se perceba a importância das ações pontuais, das contínuas e, até mesmo, daquelas consideradas como pequenas ações - inclusive, com a possibilidade de parcerias.

No âmbito socioeducativo e cultural, destacam-se as parcerias e apoios às ações desencadeadas - firmados com projetos, programas, campanhas, eventos em geral - para que estes sejam realizados com sucesso. Não diferentemente de outras áreas que procuram o método da fusão e/ou união para, assim, ascender, crescer, adquirir boa visibilidade e resultados excelentes.

No tocante aos projetos que envolvem o desenvolvimento humano e comunitário - através de métodos como o da educação popular, inclusive, em saúde, meio ambiente, cultura, história, deveres e direitos individuais e coletivos; que necessitam de estrutura física e organizacional, logística, ferramentas para a divulgação e discussão de conteúdos informativos e socioeducativos, considera-se  as parcerias como alimento vital para a obtenção dos objetivos, metas e finalidades, quiçá, superar as expectativas e contribuir com o crescimento e desenvolvimento social, cultural e econômico em nível micro para atingir o macro.

Ou seja, é por meio da realização de projetos socioeducativos, culturais, comunitários, entre outros, distribuídos pelas cidades e localidades no cenário nacional - com apoios e parcerias imprescindíveis - que a transformação social começa a experimentar cada conjuntura, especialmente, no que se refere aos comportamentos cotidianos, atitudes, ações e omissões que traduzem, até certo ponto, cada civilização (regional ou local) de acordo com as suas particularidades, conveniências e vontade de evoluir enquanto ser humano e ser social, enquanto vida coletiva sobre a terra.

Entre os projetos e ações desenvolvidos sob forma de parcerias os quais tenho participado ao longo de duas décadas, cito:

1. O projeto de intervenção social intitulado: A articulação entre os grupos organizados do tambor: 1998 - 2002. Campina Grande/PB. Antônio César Dias de Macêdo.

Parcerias: UBSF do Tambor (PSF/PACS), Clube de Mães Anita Cabral - CMAC,  Associação dos Moradores do Tambor - AMT, Departamento de Serviço Social - DSS/UEPB.
Apoios: Sociedade Amigos de Bairros - SAB do Tambor, Centro Diocesano do Tambor, SESI do Distrito Industrial, Creche e Escola Municipal da Comunidade, Pastoral da Criança, Grupo dos Vicentinos, Grupos de Idosos do PSF, SESI e da Comunidade do Tambor, Secretarias da Saúde e da Assistência Social de Campina Grande e a UFPB. Além do apoio fundamental da Comunidade.

2. O projeto científico e social de título: O fortalecimento da rede socioassistencial na Vila Irmã Dulce - o projeto na vila. 2011 - 2012. Teresina/PI. Antônio César Dias de Macêdo.

Parcerias: SEMTCAS, CRAS SUL II, FAR. Apoios: Centro de Saúde Vila Irmã Dulce, Escola Municipal Dom Hélder Câmara, Escola Municipal do Angelim, Associação dos Moradores da Vila Irmã Dulce - AMVID, Grupo de Mães da Vila Irmã Dulce, Grupo de Idosos do CRAS, do Centro de Saúde, da Igreja e da própria Comunidade - que abraçaram o projeto e contribuíram para o seu êxito.

O projeto na vila foi reconhecido com certificado de INCLUSÃO SOCIAL pelo Governo do Estado, Banco do Nordeste e Sistema Meio Norte de Comunicação, através do Evento que possui o mesmo nome: Prêmio Piauí de Inclusão Social - 7ª edição. Teresina/PI, 2011.

3. Por outro lado, ou seja, quando os projetos ainda estão garimpando as parcerias e apoios, identifica-se uma intensidade menor no que diz respeito ao desenvolvimento de suas ações, como é o caso do projeto social intitulado: SOMAR para MELHORAR, que trás como uma das suas atividades: a campanha socioeducativa em saúde & meio ambiente - controle, organização e coleta do "lixo" residencial. Zona sul. 2017. São Raimundo Nonato/PI. Antônio César Dias de Macêdo.

4. Acrescenta-se à este contexto - projetos e práticas em AÇÃO SOCIAL capazes de contribuir com o desenvolvimento comunitário e regional a partir de aspectos e indicadores sociais, ambientais e econômicos, como é o caso de atividades desenvolvidas através de entidades, grupos populares ou constituído sob faixa etária, entre outros.


 

Neste caso, cito uma das atividades desenvolvidas pela Cáritas Diocesana de São Raimundo Nonato, Piauí em parceria com algumas comunidades - através de grupos de jovens que se interessam pelo desenvolvimento local, inclusive, no tocante à geração de renda e empreendimento com responsabilidade socioambiental e cultural com finalidades gerais e específicas, entre elas, combater o êxodo rural e fortalecer a produção agrícola in locus.


A Cáritas tem aberto as portas para parcerias e apoios, voluntários/as em grupo e/ou individual, para a participação e construção (elaboração, desenvolvimento e avaliação) de atividades pertinentes à realidade cotidiana. Entrei nessa como colaborador, espero continuar através de outras ações. Durante o processo constitutivo, que vai desde a elaboração até a avaliação, a Caritas tem oportunizado espaços onde são dialogados o conteúdo principal da Campanha socioeducativa em saúde e meio ambiente: controle, organização e coleta do “lixo” residencial. Ou seja, momentos que também subsidiam o apoio à educação popular socioambiental.

Contudo, ressalte-se a importância das parcerias não somente para ajudar a fomentar as estruturas do andamento das ações desenvolvidas pelo trabalho socioeducativo em saúde ambiental e cultural, mas também, para desenvolver metodologias e técnicas que possibilitam a geração de renda e o desenvolvimento econômico, no campo e na cidade

Fonte: Antônio César
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru