Portal O Mandacaru

“O PP e o PT são aliados”, afirma vice-governadora do Piauí após polêmicas na Alepi

O partido já anunciou apoio para a reeleição de Dias.

Créditos: cidadeverde.com Margarete Coelho e Wellington Dias (Foto: Benonias Cardoso) Margarete Coelho e Wellington Dias (Foto: Benonias Cardoso)

“O PP e o PT são aliados”, afirmou a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP) após as polêmicas entre os dois partidos, envolvendo o aumento na cobrança de impostos no Estado, que poderia resultar em uma crise política entre eles para as próximas eleições. Margarete é vice do atual governador Wellington Dias (PT). O PP já anunciou apoio para a reeleição de Dias. 

“Somos parceiros, estamos desde 2014 trabalhando juntos pelo Piauí. Uma parceria que tem dado certo haja vista que a situação do Piauí é grave, mas que não está tão grave quando comparado a outros estados quando o assunto é se administrar financeiramente”, contou Margarete, durante o lançamento da Expoapi 2017, ontem (06), no Palácio de Karnak, Centro de Teresina.   

A gestora disse ainda que a decisão em votar contra o Projeto do Governo foi do partido, e não exclusivamente de um político. 

“Há uma posição tomada no partido, não só no Piauí, foi em todo o país, de não se votar impostos. Isso foi esclarecido, uma conversa franca e direta com o governador. Eu mesma falei com o governador. Existe desconforto? Sim, é claro que o governador quer que o PP votasse a favor em todos os seus projetos, mas isso é superável. Foi uma questão pontual, no mais continuamos aliados. Isso é natural diante de duas siglas que são fortes, mas independente uma da outra”, destacou. 

Na última semana, momentos antes da votação do Projeto sobre o aumento das alíquotas do ICMS no Estado, foi anunciada a substituição do deputado Júlio Arcoverde (PP) da Comissão de Finanças da Alepi. Após uma longa discussão entre os membros, Júlio não chegou a ser substituido e votou contra o projeto apresentado pelo Governo e a favor da relatoria do deputado Rubem Martins (PSB). Sobre a situação do deputado Júlio, Margarete disse que já dialogou com ele. 

“É claro que ele ficou incomodado com uma tentativa de substituição sem que houvesse uma conversa prévia com ele, mas isso é uma questão da Assembleia, isso não passa pelo Poder Executivo, é uma questão interna da Alepi sobre a composição de bloco, de mesas”, disse Margarete.

Fonte: cidadeverde.com
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru