Portal O Mandacaru

Ópera: ingressos esgotam e suposta venda gera polêmica

Ópera na Serra da Capivara: três dias de evento e uma capacidade de público para 1 mil pessoas

Créditos: Reprodução Ópera na Serra da Capivara: ingressos esgotam e suposta venda gera polêmica Ópera na Serra da Capivara: ingressos esgotam e suposta venda gera polêmica

Ópera na Serra da Capivara: três dias de evento e uma capacidade de público apenas para 1 mil pessoas cada dia. Fazer parte desta seleta plateia é que ficou difícil para dezenas de piauienses, que utilizaram as redes sociais para lamentar o acesso aos ingressos.

“Quero ingressos para conferir a Ópera na Serra. Vocês que são influentes teriam algum sobrando ? Até onde entendi, os ingressos foram distribuídos gratuitamente”, questionou uma jornalista em um grupo de WhatsApp, que lembrou de ter recebido apenas propostas para compras das entradas.

Atendendo esta e a outras reclamações que polemizaram acerca do assunto, o OitoMeia procurou a curadoria do evento para buscar mais esclarecimentos sobre a tal disponibilidade das entradas ao evento, que acontecerá nos dias 27, 28 e 29 de julho, no anfiteatro da Pedra Furada.

“Os ingressos foram distribuídos gratuitamente. Infelizmente, o espaço onde vai acontecer não comporta mais que mil pessoas, pois é área de preservação ambiental e por recomendação do ICMBIO ficou apenas esta quantidade de pessoa por noite”, afirmou a coordenadora do evento, Sádia Castro.

QUANTIDADE DE INGRESSOS

Sádia lembrou que para a população foram destinadas apenas 700 entradas, e as outras 300 distribuídas entre autoridades, apoiadores e patrocinadores. A internet, segundo ela, foi a maneira mais justa de se disponibilizar os ingressos. “A pessoa tinha que entrar no site e demonstrar interesse por determinado dia, realizar um cadastro e depois imprimir nos dias que constavam na página do evento. Esta foi a maneira mais democrática que encontramos”.

As apresentações que incluem música, dança e teatro, foram divididas em noites temáticas do Baixão das Andorinhas, Noite da Trilha Hombu e Noite do Desfiladeiro da Capivara. Para Sádia, em eventos desta magnitude é natural que algumas pessoas se aproveitem da limitação de público e passe a comercializar as entradas. Mas, segundo ela, nada tem a ver com a coordenação. “É natural, isso acontece em outros eventos grandes. Agora,a gente não tem controle e nem concordamos”, disse a organizadora.

ATRAÇÕES

Com atrações internacionais e uma proposta diferenciada, um recorde na busca pelos ingressos foi registrado. “Os ingressos do primeiro dia ficaram esgotados em 15 minutos. No terceiro dia foi mais rápido, algo entorno de 6 minutos”, lembrou Sádia Castro.

Quem também lamentou as supostas vendas, foi o secretário de estadual de Cultura, Fábio Novo. “Nós lamentamos esta atitude, né [de venda]. Mas infelizmente lá só foi permitido mil pessoas em cada noite”, disse o gestor que está a frente da pasta responsável pelo maior patrocínio do evento.

Para quem está interessado em participar do evento, resta agora a sorte de ser presenteado com uma entrada, ou ceder aos preços daqueles que requestaram os ingressos em tempo hábil.

Fonte: Oito e Meia

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru