Portal O Mandacaru

PMDB pode votar em Wilson Martins para senador

PMDB decidiu retaliar se Ciro não recuar da vaga de vice-governador

Créditos: politicadinamica.com PMDB monta estratégias para 2018 PMDB monta estratégias para 2018

O deputado estadual João Mádison (PMDB) deu nesta terça-feira (28) uma demonstração clara do quanto os peemedebistas estão insatisfeitos com o interesse do senador Ciro Nogueira (Progressistas) em querer duas vagas na chapa majoritária de Wellington Dias (PT) em 2018. Segundo ele, se Ciro continuar querendo a vaga de vice, o PMDB pode dar o troco e não votar nele para o Senado. 

Mádison disse que, nesse caso, o ex-governador Wilson Martins (PSB) vira opção para o PMDB.

"Se o que estão dizendo for verdade, que ele está colocando empecilho para que o PMDB não participe da chapa, o PMDB vai tomar uma decisão também de não apoiá-lo na candidatura a senador. Ele é meu amigo pessoal e quero votar nele, mas se isso for verdade o PMDB vai tomar sua decisão e vai apoiar outro candidato a senador. Temos aí o Wilson Martins que é um grande amigo também. Não vejo porque o PMDB apoiar alguém quem não lhe quer na chapa majoritária", disse.

O deputado afirmou que esse posicionamento foi decidido na reunião da cúpula do partido realizada na segunda-feira (27) na Alepi. Mádison relatou que todas as informações dão conta que o Progressistas está sendo o entrave para a candidatura de Themístocles Filho (PMDB) a vice de Wellington Dias. Ele disse que ficou espantado com a ideia de Ciro de se fazer uma pesquisa para saber quem seria melhor avaliado para ocupar a vaga.

"Me espantei com essa história de pesquisa. Porque se formos para pesquisa, hoje nós sabemos que meu amigo Ciro não está bem. Então não seria o ideal para ele também. O vice tem que ser aquele que mais consegue agregar e nisso o Themístocles é pole position, o número um", avisou o parlamentar.

Fonte: politicadinamica.com
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru