Portal O Mandacaru

Polícia Federal é acionada para apurar emboscada no Parque Serra da Capivara

A Polícia Civil do Piauí também investiga o caso.

Créditos: FUMDHAM Parque Nacional Serra da Capivara Parque Nacional Serra da Capivara

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) divulgou nota sobre o conflito armado no Parque Nacional Serra da Capivara, que resultou no assassinato do guarda ambiental Edilson Aparecido da Costa Silva, e deixou outras cinco pessoas feridas, tarde de sexta-feira (18). De acordo com o órgão ambiental do governo, a Polícia Federal como também a Polícia Civil do Piauí já estão apurando o incidente.

Além de Edilson, outras cinco pessoas foram baleadas. Dois guardas foram atingidos pelos tiros, um na perna e outro no calcanhar. E três dos quatro caçadores envolvidos também ficaram feridos. Dois foram presos pela polícia e encaminhados para o Hospital de Floriano.

Edilson Pereira dos Santos, guarda que faleceu na tarde desta sexta-feira (18) - Foto: Facebook

Na nota oficial, o ICMBio lamentou profundamente o falecimento de Edilson Aparecido da Costa Silva, vigia contratado da empresa Thor, que presta serviços no Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí.

Segundo o Instituto, o vigia, assim como dois outros, foi surpreendido por um ataque de caçadores dentro do Parque, tendo sido baleado. “Edilson foi transferido para o hospital de São João do Piauí, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer. Os outros dois vigias feridos estão sendo atendidos e, segundo informações médicas, estão fora de risco”.

O Instituto Chico Mendes informou que além da Polícia Federal e da Polícia Civil do Estado do Piauí, tanto o próprio instituto quanto a empresa Thor estão tomando providências no sentido de prestar apoio aos funcionários e suas famílias e estão colaborando com as autoridades policiais no esclarecimento dos fatos.

Fonte: Portal AZ

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru