Portal O Mandacaru

Prefeita diz que burocracia impede construção de adutora

O projeto já está aprovado e não sei dizer qual seria exatamente essa burocracia, disse a gestora

Créditos: Arquivo Pessoal Carmelita Castro, Prefeita de São Raimundo Nonato Carmelita Castro, Prefeita de São Raimundo Nonato

A prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro (PP), disse ao Política Dinâmica esta semana que a burocracia tem sido o motivo de uma adutora de engate rápido nunca ter saído do papel no município. Segundo ela, o dinheiro da obra está assegurado no Ministério da Integração Nacional, mas devido às dificuldades burocráticas ainda não foi liberado.

"Já falaram que essa adutora tinha sido feita e que o dinheiro dela tinha sido usado na campanha. Mas precisa-se buscar a informação correta para se passar. O dinheiro continua lá no Ministério da Integração, o deputado Hélio Isaías [secretário estadual de Defesa Civil e marido da prefeita] foi à Fortaleza, viu isso e está tudo no ponto. Mas por causa da burocracia em si, da maneira do governo federal, é que ainda não deu para fazer", justificou a gestora.

O município de São Raimundo Nonato convive há vários anos com sérios problemas de abastecimento d’água tanto na zona rural quanto na zona urbana. Moradores reclamam o tempo todo da irregularidade no fornecimento e até mesmo da qualidade ruim da água que é distribuída para a população. A adutora de engate rápido seria uma solução, pois reforçaria o abastecimento funcionando paralelamente a uma outra adutora já existente no município.

As obras, quando de fato iniciarem, serão executadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão presidido pelo piauiense Avelino Neiva. Apesar de alegar dificuldades por conta da burocracia, Carmelita afirma que tão logo o dinheiro seja liberado, a obra vai ser executada de forma bastante rápida.

“Na hora que for liberado, só serão 45 dias. É por isso que ela é chamada de adutora de engate rápido, pois são só 45 dias de execução da obra. O problema é só a burocracia. O projeto já está aprovado e não sei dizer qual seria exatamente essa burocracia. Em Brasília tivemos mudança de presidente, mudança das pessoas que estavam nos órgãos e isso tudo atrapalha. Mas com fé em Deus ela vai sair”, disse a prefeita.

Fonte: politica dinamica
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru