Portal O Mandacaru

Retaliação?Júlio Arcoverde considera romper com MDB nas eleições proporcionais

O deputado acredita que deve manter a fidelidade com os aliados ao Progressistas.

Créditos: politicadinamica.com Deputado Júlio Arcoverde - Progressistas Deputado Júlio Arcoverde - Progressistas

O deputado estadual e presidente estadual dos Progressitas, Júlio Arcoverde, comentou sobre a participação do partido na disputa proporcional para as eleições em outubro. Segundo ele, existe a possibilidade da sigla romper com o MDB na disputa.

A discussão se deve ao fato do PT, que é aliado aos Progressistas, optar por chapa pura nas eleições para deputado estadual e estar indeciso na disputa para deputado federal. No entanto, os aliados preferem o "chapão" com todas as siglas que apoiam o governador. Caso isso não aconteça, estratégias estão sendo montadas para que os partidos possam eleger representantes na Camara.

Sobre as disputas proporcionais, o deputado afirma que por questão estratégica os Progressistas devem romper relações com o MDB, mas que isso não iria interferir nas relações amistosas entre os partidos. "Não é nada pelo MDB. Se tem um partido que me dou bem na Alepi é com os membros do MDB. Mas é uma questão de matemática, é uma questão de fidelidade aos que se filiaram ao nosso Progressistas. A estratégia de cada partido temos que respeitar", declarou.

Júlio considera que Themístocles Filho será o escolhido por Wellington para compor a chapa majoritária. No entanto, ele opina que o governador deve inicialmente ajustar o planejamento da chapa proporcional, o que considera como alicerce para a disputa ao Governo do Estado. "Nosso entendimento é que antes da escolha do vice, onde eu acho que o governador escolheu o Themístocles, agora ele tem que trabalhar é pela chapa proporcional. Ninguém bota telhado em uma casa sem fazer as paredes primeiro", afirmou.

Fonte: clubenoticias.com
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru