Portal O Mandacaru

Saúde e Fepiserh iniciam cogestão no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz

Inicialmente, seis hospitais serão geridos diretamente pela Fepiserh

Créditos: Reprodução Saúde e Fepiserh iniciam cogestão no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz Saúde e Fepiserh iniciam cogestão no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz

Em mais um passo para a transferência de gestão dos hospitais da rede estadual para a Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), o secretário Florentino Neto e o presidente da Fundação, Pablo Santos, reuniram os diretores das seis unidades que estão em processo de cogestão para dirimir dúvidas e apresentar o cronograma de transferência da gestão direta para indireta. A mais recente reunião ocorreu nesta segunda, 31, já com programação de visitas aos hospitais do interior ainda esta semana.

Inicialmente, seis hospitais serão transferidos para Fepiserh, sendo três de Teresina e os demais do interior. Hospital Getúlio Vargas, Hospital Infantil Lucídio Portela, Instituto de Doenças Tropicias Natan Portela, todos da capital. No interior, serão o Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri, o Regional Justino Luz, em Picos, e o Regional Senador José Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato.

De acordo com Florentino, esses hospitais serão gerenciados, no primeiro momento, pela Secretaria e pela Fundação, num sistema de cogestão. Após os 60 dias, passará a Fundação a geri-los de forma direta, sob a supervisão da Secretaria, e a partir desse momento nós iremos avaliar o trabalho da fundação, em razão das metas qualitativas e quantitativas estabelecidas e paulatinamente nós iremos transferindo os demais hospitais para a administração descentralizada, pela FEPISERH”, afirma.

Na reunião com os diretores, foram explanadas sobre o processo de transferência, competências e como se dará a gestão, que ocorre de forma tranquila, como afirma Santos. “Uma sintonia muito boa entre a Secretaria e Fundação Hospitalar. Vamos buscar da melhor maneira possível fazer essa transição. Os diretores dos hospitais estão muito solícitos e a partir próxima semana iremos iniciar fazendo visitas a alguns hospitais. Já estivemos no Hospital de Picos, com o secretário, e agora, visitaremos os outros dois hospitais do interior.”

Ao adotar o modelo de Fundação para gestão dos hospitais, o Governo do Piauí tem como objetivo ganhar maior agilidade nos processos administrativos, resultando em economia e maior eficiência, garantindo, ainda, os serviços gratuitos à população. “Com a Fundação, temos uma instituição vocacional e que tem toda a sua estrutura direcionada única e exclusivamente para administração de hospitais. Isso já foi feito em outros estados, no Governo Federal, e nós implantamos, para ganharmos em termos de resultados, melhorando os resultados para a população”, afirma Florentino.


Editor: Graciene Nazareno

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru