Portal O Mandacaru

SRN: Servidores da UPA ameaçam paralisar atividades

O motivo é constante atraso dos salários da categoria

Créditos: Reprodução Cidade Verde. UPA de São Raimundo Nonato UPA de São Raimundo Nonato

A servidora da Unidade de Pronto Antendimento (UPA) de São Raimundo Nonato, Silvanda Aragão, participou do Jornal da Cultura desta segunda-feira (02/04) para reclamar dos salários que hoje acumulam dois meses de atraso, e ameaçam de paralisar os atendimentos da UPA.

A Unidade de Pronto Atendimento de São Raimundo Nonato, teve suas atividades iniciadas a pouco mais de um ano, e segundo afirmações de Silvanda Aragão, os atrasos nos salários dos servidores sempre foi um problema, até então, nunca receberam seus salários em dia e não sabem a quem recorrer, devido a um acordo entre Estado e Município.

“O Estado faz o repasse para o Município e este fica responsável de nos pagar, mas, até o momento não sabemos o que realmente acontece, quando, como, nem se o Estado repassou estes valores para o município, o certo é que não temos a quem recorrer. O Secretário de Saúde não nos dá maiores explicações sobre o caso”, ressalta Silvanda Aragão.

A servidora da UPA ainda alerta que o município ficou de fazer os repasses de FGTS e INSS e até a data de hoje o município depositou apenas três meses de FGTS. Silvanda Aragão ainda denunciou que na UPA existem servidores lotados naquela unidade que nunca deram um plantão e estão recebendo normalmente.

A UPA de São Raimundo Nonato, hoje é referência no atendimento de Urgência e Emergência, além de suprir parte  da demanda do município que deveria ser realizada nos Postos de Saúde. O cidadão vai aos Postos de Saúde e não encontra médicos e quando o médico está atendendo não consegue vagas para o atendimento, devido a limitação de atendimentos  por dia. Não tendo alternativas vai buscar atendimento na UPA, que, graças aos esforços e o comprometimento dos servidores vem desempenhando seu papel e prestando um bom serviço à população. Isto sobrecarrega o trabalho dos servidores, mesmo sendo penalizados com seus salários em atraso.

Infelizmente o descaso dos gestores para com a saúde da população é uma vergonha. Segundo informações na UPA existe um equipamento de Ultrassonografia parado há meses, e que mesmo diante de tamanha necessidade deste equipamento nunca funcionou, nem se sabe quando funcionará, quanto mais os motivos que o fazem ficar parado. E os gestores se calam para os problemas, ou melhor, escondem para debaixo do tapete e a população só tem valor pra eles na hora do voto. Como diz Boris Casoy, “Isto é uma vergonha”!

Fonte: vejasrn.com.br
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru