Portal O Mandacaru

Vaga de vice: Themístocles é a bola da vez

O desafio do governador será convencer Margarete e o PP

Créditos: Google Imagem: Reprodução Imagem: Reprodução

Na corrida de resistência pela vaga de candidato a vice-governador na chapa de reeleição do governador Wellington Dias, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themítocles Filho (MDB), recuperou as forças e passou à frente.

Até à virada do ano, o nome que com maiores chances de figurar na chapa de Wellington era o da vice-governadora Margarete Coelho. Mas a posição hoje é de Themístocles, conforme o Palácio de Karnak já deixou vazar para algumas lideranças da base.

O governador Wellington Dias tem trabalhado para que cada grande partido da base indique um candidato majoritário. Por essa estratégia, ele sai como candidato à reeleição, pelo PT, e o senador Ciro Nogueira concorre a um novo mandato na cota do Progressistas.

Quem sobra

Assim, sobram os cargos de vice e o outro de senador, que tanto o PP quanto o PT estão querendo manter para Margarete e Regina Sousa.  Se quisesse disputar a reeleição apenas com estes dois partidos, tudo bem. Existem, porém, outros três grandes partidos dos quais Wellington não abre mão que estão querendo também as vagas de vice e de senador.

É aí que o presidente da Assembleia volta ao jogo, numa posição de vantagem, pois a bancada do MDB fechou com o seu nome. O PSD do deputado federal Júlio Cesar e o PDT do deputado Flavio Nogueira estão na luta pela segunda vaga de senador.

O desafio do governador será convencer Margarete e o PP e também Regina Sousa e o PT de que esse plano cabe nos sonhos de todos. 

Fonte: cidadeverde.com/Zozimo
Editor: Evandro Jr.

Copyright 2018 - Portal O Mandacaru