Portal O Mandacaru

Wellington Dias afirma que com a crise econômica “desafios são gigantes” na educação do Piauí

Governador participa de seminário em Brasília e fala sobre desafios da educação pública

Créditos: Google Governador Wellington Dias Governador Wellington Dias

O governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou nesta segunda-feira (09), em Brasília, que os desafios da educação publica no Estado do Piauí, diante da crise econômica que o País atravessa.

O gestor piauiense destacou, no entanto, que seu governo tem trabalhando com prioridades, e em outras áreas.

Dias foi um dos palestrantes a abertura do Seminário “Educação Pública, Desenvolvimento e Soberania Nacional”, que acontece no auditório da Associação dos Docentes da Universidade Nacional de Brasília (UnB/ADUnB).

O evento é uma realização conjunta das Bancadas do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, em parceria com a Comissão Nacional de Assuntos Educacionais do PT e com a Fundação Perseu Abramo. Do seminário participam governadores do PT, professores, universitários, trabalhadores em educação, pesquisadores e lideranças políticas.

Desafio

O governado Wellington Dias afirmou que fez uma apresentação no fórum sobre os desafios da educação em tempo de crise.

“Colocamos que são gigantes os desafios que temos no Piauí, porque de qualquer modo à medida que temos impactos na economia, temos também nas receitas”, afirmou.

Para o governador, a crise econômica influenciou na principal receita da Educação, que é o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Além do Fundeb, Wellington Dias frisou que o impacto da crise brasileira é refletida em outras receitas, como Imposto de Renda (IR), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), dentre outros.

“À medida que existe uma quebra na receita da União, termina tendo um impacto maior nos estados e municípios”. “No entanto, estamos trabalhando com total prioridade”, acrescentou o governador.

Desmonte

Na avaliação da bancada petista no Congresso, uma das marcas do desmonte do Estado patrocinado pelo governo Michel Temer pode ser verificado na redução do nível de investimentos em educação em todo o País.

O PT avalia que além da implementação da Emenda Constitucional 95, que congela os investimentos públicos pelos próximos 20 anos, principalmente na educação, o governo ilegítimo e golpista já cortou recursos de vários programas e ações vitoriosas adotadas durante os governos de Lula e Dilma.

Ato com Lula

O Seminário “Educação Pública, Desenvolvimento e Soberania Nacional” será encerrado contará com um Ato Suprapartidário, que contará com a participação de lideranças partidárias, parlamentares, entidades representativas do campo educacional, movimentos sociais, reitores e gestores.

Também estão confirmadas as presença do ex-prefeito de São Paulo,  Fernando Haddad, da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ato está previsto para acontecer às 17h.

Fonte: portalaz.com.br
Editor: Evandro Júnior

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru