Portal O Mandacaru

Wellington Dias se reúne com governador da Bahia para definir futuro da PrevNordeste

Na oportunidade, os  gestores finalizaram um documento que será assinado por todos os gestores NE

Créditos: Reprodução Wellington Dias se reúne com governador da Bahia para definir futuro da PrevNordeste Wellington Dias se reúne com governador da Bahia para definir futuro da PrevNordeste

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta quinta (17) com o governador da Bahia, Rui Costa. Acompanhado do  presidente da Fundação Piauí Previdência, Marcos Steiner, o chefe do executivo piauiense discutiu a crianção de uma previdência complementar unificada para todos os funcionários públicos da região nordeste, a PrevNordeste.

O projeto nasceu durante o encontro de governadores da região, realizado em maio deste ano, em Salvador.

"Nós vamos cumprir o cronograma aprovado em maio e já em outubro poderá entrar em atividade. Será convocada uma reunião do Fórum dos Governadores, na qual vamos ter a aprvação de um protocolo em que os Estados se compometem com esse projeto", comemora Dias.

Na oportunidade, os  gestores finalizaram um documento que será assinado por todos os gestores nordestinos.

"A PrevNordeste será uma previdência mais forte, em que os custos administrativos podem ser rateados, o que a torna mais barata para todos os estados. A nossa meta é que até o mês de outubro, todos os estados tenham a sua legislação ajustada. Com isso, o Nordeste sai mais forte ", explica Rui Falcão.

"O servidor vai dispor de uma previdência com estabilidade, sem riscos que nós observamos. Em vários lugares aposentados e pensionistas estão tendo problemas em receber salário. Por outro lado, ela vai permitir, inclusive, que o servidor possa planejar com quanto quer se aposentar. Você faz o seu plano e a partir daí se tem a definição dos valores de mensalidade e outros detalhes", pontua o governador.

Um próximo encontro reunindo todos os governadores da região deve ser realizado até a primeira quinzena de setembro. 

Quanto mais servidores aderirem ao fundo, maiores as chances dos estados conseguirem taxas administrativas mais atrativas e maior rentabilidade para os trabalhadores. Além disso, os recursos do fundo serão aplicados no próprio Nordeste, fomentando o desenvolvimento da economia da região.
O modelo de previdência complementar para servidores estaduais já é aplicado nos estados de São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Fonte: Cidade Verde.Com

Copyright 2017 - Portal O Mandacaru